Optando pelo transporte público em viagens

ScreenHunter_21 Feb. 11 18.23
Cada um tem uma preferência quando de trata de locomoção em diferentes países: transporte público, carro particular, ônibus de excursão, enfim. São muitas as opções quando queremos viajar por um lugar diferente! Mas como escolher a melhor delas?
Confesso que, quando viajamos em família, meu pai prefere alugar um carro por conta da autonomia e liberdade que esse meio proporciona, mas quando viajei sozinha ou com mais uma pessoa, acabei optando por transporte público. Excursão eu não curto muito, então fica fora da minha lista de cogitação… Absolutamente NADA contra, só não é meu perfil 😉 Também não gosto de ter muitas preocupações quando viajo, e para mim, a responsabilidade de ter um carro, principalmente fora do país, pesa na hora de tomar a decisão. Sei lá, coisa minha. Talvez um dia mude de opinião! rsrs
Quando fui para o Canadá aos 15 anos, obviamente não aluguei carro porque era menor de idade (hihihi), mas mesmo assim não valeria muito a pena porque fiquei um mês somente em Toronto – com exceção de um feriado onde viajei para outras cidades – então o ônibus e metrô para mim eram mais do que suficientes!
Em Orlando, com minha irmã, também não alugamos carro. Como estávamos somente em duas pessoas, o valor do ônibus que nos levava até os parques (dentro e fora do complexo da Disney) compensava, e de bônus eu não teria a tal da “preocupação” com o carro. Mesmo porque lá, tudo é minimamente pensado para o turista, então é muito fácil se locomover para qualquer lugar, inclusive para os outlets mais afastados. Perguntamos na recepção do hotel no dia que chegamos como ir aos parques e na hora já nos mostraram várias opções de transfers, era só escolher qual parque iria no dia seguinte. Muito tranquilo! Mas se eu fosse hoje de novo, talvez escolhesse o carro para ter mais conforto, agora que já sei como é prático também por lá!
Em Fortaleza também optei por transfer e foi bem fácil, para minha surpresa! É uma das poucas cidades do Brasil – sinceramente! – que tem um mínimo de infraestrutura para receber turistasperdidos e oferece boas condições de transporte entre as praias, os ônibus que pegamos eram ótimos. Cheguei de madrugada no hotel e o recepcionista conseguiu um transfer para o dia seguinte logo cedo para nos levar ao Beach Park. Tinha folhetinhos com várias opções de empresas que realizam esse serviço no balcão da recepção. Achei bem bacana. Recomendo!
No Reino Unido, confesso que fiquei em dúvida, no início do planejamento da viagem, se seria melhor alugar um carro para passear entre as cidades (jamais em Londres! rsrs) ou ir de trem. Acabei optando pela segunda maneira e deu tudo muito certo… Só acho que, numa próxima, levaria uma mala menor… rsrsrs… Por mais que alguns vagões tenham espaço para bagagem, aquela mala gigante acaba atrapalhando um pouco o entre e sai dos trens e estações… Mas né? Vivendo e aprendendo!
É o que sempre falo… Tudo depende muito do objetivo da viagem e do perfil do viajante. Cada um tem um gosto e uma preferência, mas é preciso se informar sobre os prós e contras de cada opção para tomar a decisão mais acertada – sempre que possível 😉

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *