Category Archives: Extrema – MG

Dica para final de semana: Extrema (MG)


Tá procurando sugestões do que fazer no próximo final de semana? Vá para Extrema, Minas Gerais. E porque Extrema? Continue lendo que você vai descobrir 🙂

O primeiro motivo é a distância. A cidade fica na beira da Rodovia Fernão Dias e a cerca de 1h30 de São Paulo. Perto demais, não? Muita gente leva esse tempo todo só para ir trabalho todos os dias (me reconheço!!). Sendo assim, não dá para reclamar que é longe ou que demora para chegar.

Extrema - MapaSegundo: apesar da cidade ser bem pequena, é MUITO bem estruturada para receber turistas. Fico tão feliz quando vejo lugares assim! Sou a maior defensora de que o Brasil deveria apostar fortemente no turismo. Mas de verdade. Fazer um negócio direito. Infra-estrutura, transporte, pontos de informação, sinalização, guias, panfletos, pessoal treinado, banheiros. Temos tanta coisa bacana, né? E isso ajuda muito as cidades a crescerem, dá emprego para as pessoas, movimenta! Enfim, acho demais!

Extrema - EntradaE realmente me surpreendi com Extrema. A cidade toda é cheia de placas indicando principais pontos e atrações turísticas. Além disso, eles tem uma Central de Informação ao Turista bem no centro da cidade, enfrente à praça. É parada obrigatória para quem acabou de chegar na cidade. A moça que nos atendeu foi super atenciosa, nos deu vários mapas e indicações de passeios.

Por fim, Extrema tem muitas opções de atividades, das mais tranquilas até as mais radicais. Quer ver?

O que fazer

Aventura

Para quem curte atividades em meio à natureza, Extrema tem opções como trekking, rapel, rafting e outras aventuras parecidas, que podem ser realizadas por meio da Radix Aventura, umas das únicas empresas desse tipo da cidade. Ela fica bem perto do Centro de Informações ao Turista, e lá você pode reservar seus passeios. O ideal é reservar com, pelo menos, um dia de antecedência, pois eles precisam verificar a disponibilidade dos guias.

Apesar da Radix ter sido bem recomendada, não cheguei a fazer nenhum passeio com eles. Já tínhamos planejado fazer as trilhas em Monte Verde (que fica a 1 hora de Extrema e as trilhas são gratuitas), e o rafting e o rapel, que gostaríamos de ter feito, não rolaram, já que o rio estava baixo demais para a prática do rafting e os equipamentos do rapel estavam em São Paulo (?).

Como mencionei, as trilhas em Monte Verde são gratuitas e não é necessária a presença de um guia, ao contrário das trilhas de Extrema. Sendo assim, se você não se importar em dirigir uma hora até Monte Verde (a estrada é bem tranquila e muito bem sinalizada, não tem erro!), vá até lá fazer as trilhas porque são DEMAIS!! Vou fazer um post específico só para falar sobre isso! É um passeio imperdível!

As Rotas

O turismo em extrema é dividido em rotas: Rota das Águas, Rotas dos Ventos, Rota do Sol e Rota das Pedras. Trem cachoeiras, montanhas, trilhas. Dependendo da época do ano, dá para fazer uma ou outra. Também no Centro de Informações ao Turista, eles podem te indicar qual a ideal para fazer no período que você estiver lá.

Fizemos um trecho da Rotas das Águas (que é um caminho alternativo para Monte Verde e é feito quase todo por uma estrada de terra) e paramos em um lugar bem famoso chamado Prainha. O lugar pertence a um restaurante e, para entrar, é preciso colocar uma pulseirinha e pagar uma taxa de R$5. Com isso, você pode usufruir da estrutura deles (que é excelente, por sinal!). Tem várias opções de pratos, porções e sucos, os banheiros são bem limpos e tem mesas e cadeiras espalhadas pelo gramado na beira do Rio Jaguari. Uma faixa de areia às margens do rio realmente lembram uma praia 🙂 Uma delícia de lugar!! Dá para ficar uma tarde inteira, se bobear!

Extrema - Prainha1

Extrema - Prainha2

Para jantar

Não deixe de ir na Pizzaria Nápoles, também próxima ao centro. As pizzas são deliciosas e o preço é bem mais em conta do que estamos acostumados a pagar em São Paulo, por exemplo. Além disso, eles fazer até três sabores em uma mesma pizza. MUITO BOM!

Se tiver pique (e recomendo que tenha, porque é sensacional), vá ate Monte Verde comer um rodízio de fondue. A cidade tem praticamente uma rua, que é a rua principal e onde caímos vindos da estrada. Lá, tem vários bares/restaurantes com mesas ao ar livre e muita comida boa! A maioria vende o rodízio de fondue (carne, queijo e chocolate), e o preço gira em torno dos R$60 por pessoa. Sim, é caro, mas compensa pela quantidade e qualidade da comida, sem dúvida!

Onde ficar

O hotel mais em conta que achei durante minhas pesquisas foi um chamado Serras de Extrema. Ele fica na própria Fernão Dias, na entrada da cidade. No mesmo espaço que fica o hotel, também tem um restaurante (daqueles típicos de parada de viagem mesmo e do mesmo dono do hotel) e um posto de gasolina. Não tem como não achar e, apesar de ser estranho à primeira vista, o hotel e muito bom!

Os quartos são amplos e bem limpos. As janelas são anti-ruído, já que tem uma fábrica vizinha do hotel que faz barulho a noite toda, mas você não ouve absolutamente nada com as janelas fechadas. Além disso, as cortinas são daquelas black-out, sabe? Ou seja, silêncio e escurinho!

O café da manhã está incluso no valor da diária e é servido do restaurante do lado, e é preciso retirar uma fichinha na recepção do hotel e apresentar na entrada do restaurante, assim eles sabem que você é hóspede. Confesso que achei o café da manhã meio fraco. Não tem tantas opções e a reposição é lenta. Vira e mexe faltam coisas. Mas tudo bem! Achei o custo benefício bom!

Extrema - Hotel 1

Extrema - Hotel 2

Extrema - Hotel 3

Dica Extra

Caso você vá para Extrema em Junho, não deixe de ir no rodeio da cidade. É muito bem organizado, tranquilo, com shows bem legais e tudo super animado. O ingresso varia de dia para dia, mas custa algo como R$40 ou R$50. Tem um estacionamento bem grande e de fácil acesso, mas dá para deixar o carro na rua e ir andando se não quiser gastar dinheiro com isso.

Nesse ano, os shows foram do Rio Negro & Solimões, Fernando & Sorocaba e Jades & Jadson e, só para confirmar a qualidade do hotel que falei, todos eles e suas bandas ficaram hospedados lá 🙂 #aiquechiqueza

Extrema - Ônibus

Gostaram da dica? Bjos!!

Fotos: divulgação e arquivo pessoal