Category Archives: Fim de Semana

O que fazer em Ilhabela em um fim de semana

Pensa só você, que decidiu passar o fim de semana em Ilhabela. Chegou na sexta-feira à noite e vai embora no Domingo à tardezinha. Bacana, tudo lindo, tudo maravilhoso. Mas e aí? O que fazer em Ilhabela? Como curtir o melhor da Ilha em tão pouco tempo?

Esse post aqui é um guia prático com duas sugestões de roteiro para um final de semana em Ilhabela. Ideias de passeios, praias e restaurantes para você aproveitar a Ilha da melhor maneira possível!

_____________________________________________

O que fazer em Ilhabela - SextaPara abrir o fim de semana com chave de ouro, se você tiver tempo, vá jantar na orla do Perequê assim que chegar na Ilha. Tem dois restaurantes que eu super recomendo para quem não quer muita badalação ou muvuca. Um deles é o Famiglia Manzoli, famosíssimo pelo seu gigantesco bife à parmegiana. Lá é mais tradicional, luz amena, decoração rústica, de frente para a praia. E está sempre muito bem movimentado. O preço é justo, mas a comida é de excelente qualidade. Super recomendo!

Minha outra sugestão é a Creperia N’areia, bem na orla da praia. Não tem nada melhor na face da Terra (#exageros!) do que os crepes deles. Ultra recheados, divinos! Tem vários sabores de crepes doces e salgados, além de açaí, creme de frutas e sucos dos mais diferentes. Tudo muito delicioso! Vale demais ir lá! Eles também tem uma unidade na Vila, centro da cidade, mas o ambiente é diferente e acho que isso acaba alterando a “experiência” como um todo. Fortes recomendações para o do Perequê!

O que fazer em Ilhabela - Restaurantes

___________________________________________

O que fazer em Ilhabela - Sugestão 1

Sábado

Se você quiser passar um dia de pernas pro ar, mas adicionar uma pitadinha de aventura no seu final de semana, então faça o passeio de jipe para a Praia de Castelhanos. Ela fica do outro lado da Ilhabela, virada para o mar aberto. Para chegar lá, só de barco ou por uma estrada de terra bem roots.

Apesar de muita gente ir com o próprio carro, o mais bacana é fazer esse passeio de jipe mesmo. Dá uma graça a mais, sabe? Mesmo porque, dependendo da época do ano, a estrada pode estar cheia de buracos, lama e ser bem escorregadia, então é melhor deixar o carro em segurança e ir de jipe. Muitas empresas fazem esses serviço, e eu recomendo a Terra e Mar, que fica na praia do Perequê. Uma outra alternativa muito procurada para quem curte, é fazer o trajeto à pé.  Mas é bom se informar antes sobre as condições de segurança da estrada antes de se jogar na radicalidade, ok? 😉

O que fazer em Ilhabela - Praia dos Castelhanos

Para jantar

Já se você gosta de ver gente, movimento, olhar vitrines, vá para a Vila. É o centro histórico da cidade e muito charmoso! Tudo com cara de cidade antiga, sabe? Lembra um pouco Paraty. Tem restaurantes com todos os tipos de comida: hambúrguer, frutos do mar, japonês, massa, comida caseira, etc. Tem muita sorveteria também.  E uma mini feirinha de rua. E lojinhas, vendendo desde roupas de marca até artesanato local. É um passeio muito gostoso!

Um dos lugares que mais gosto da Vila é a pizzaria que fica no píer principal da Ilha (onde param os cruzeiros). As mesas ficam num deck sobre o mar e a gente come olhando as luzes de São Sebastião lá na frente. É uma delícia! 🙂

Domingo

Para descansar e recarregar as baterias para a semana que vai começar, passe o dia todo na Praia do Curral.

Localizada na estrada que fica à direita da balsa, é uma das praia mais lindas e com melhor infra-estrutura da Ilha. Com nem tanta sorte assim, dá até pra ver tartaruga marinha nadando por ali! Tem restaurantes com mesas, cadeiras, estacionamento, ducha e banheiros, estrutura completa para passar o dia. Quem gosta de uma atividade aquática, pode até alugar umas pranchas de Stand-up Paddle.

O que fazer em Ilhabela - Praia do Curral

A praia é relativamente pequena, mas super movimentada. Então, chegue cedo, viu? Nos finais de semana de muito sol ou feriados, a praia lota e fica difícil encontrar uma mesa vaga ou um espacinho na areia pra montar seu acampamento! hehehe E não se iluda com a faixa de areia livre que fica entre o mar e as mesas dos restaurantes, aparentemente um excelente lugar para se instalar, porque depois do almoço a maré começa a subir e você vai ter que sair de lá! rsrsrs

Posso dar uma dica na hora de ir embora? Evite sair da Ilha no fim da tarde, é o pior horário para enfrentar a fila da balsa!! 😉

_____________________________________________

O que fazer em Ilhabela - Sugestão 2

Sábado

Se você é do tipo que gosta de fazer coisas novas e sempre procura uma emoção extra a cada viagem, que tal começar o dia fazendo um batismo de mergulho? Afinal, a Ilha é um dos melhores pontos de mergulho do Estado de São Paulo. Porque não aproveitar a oportunidade, então? O batismo, geralmente, é feito na Ilha da Cabras, que tem as condições ideais para esse tipo de atividade: profundidade, visibilidade, segurança, vida marinha. Para isso, eu indico a Narwhal , que tem sede em São Paulo e também fica na praia do Perequê, onde você recebe todas as instruções e informações necessárias para realizar o seu primeiro mergulho no mar. Um instrutor certificado da empresa mergulha com você e te auxilia o tempo todo, é muito tranquilo. Dura em média meia hora e é uma experiencia incrível! Vale muito à pena!

Já que a base na Narwhal fica no Perequê, sugiro voltar do batismo e almoçar na Creperia N’areia, caso você não tenha ido na sexta-feira, ou, se preferir uma comidinha mais leve e saudável, basta atravessar a rua e ir no por quilo Cura. Ambos são do mesmo dono, ou seja, a comida é boa com certeza!  O restaurante é super movimentado e tem várias opções, como massas montadas na hora, carnes, frutos do mar, buffet de saladas, sobremesa e etc.

O que fazer em Ilhabela - Ilha das Cabras

Aproveite para passar o resto do dia na praia do Perequê, que é mais tranquila, e, de quebra, você pode alugar um caiaque ou uma prancha de Stand-up Paddle no fim da tarde. O mar dessa praia é lisinho feito um tapete!

Para jantar

E se depois de tudo isso, você ainda tiver pique, sugiro uma ida à Vila de noite para comer alguma coisa ou, simplesmente, passear. Garanto que você vai voltar para o hotel com sensação de dever cumprido e desmaiar na cama! 🙂

Domingo

Depois de uma overdose de água salgada no dia anterior, sugiro um belo banho de cachoeira pro Domingo! Existem várias pela Ilha toda, mas as mais famosas são as da Água Branca e da Toca. A primeira é, na verdade, um conjunto de 5 cachoeiras espalhadas por uma trilha. Você deixa o carro na entrada dela e vai percorrendo o caminho à pé, seguindo as placas. É uma trilha leve, bem ok de fazer. O barato dela é, justamente, poder curtir várias cachoeiras em um único passeio.

Já a Cachoeira da Toca é famosa pelo seu “toboágua natural”. Sim, uma pedra enorme e lisa se transforma em um belo de um escorregador! Ao contrário do que parece, é bem seguro (dentro do que pode ser seguro uma pessoa escorregar em uma pedra gigante e molhada, claro rsrs). Tem um guia que fica por ali instruindo as pessoas e uma corda fixa na pedra que ajuda quem já escorregou a subir de volta. E é v-i-c-i-a-n-t-e! Uma vez que você desce, não quer mais parar! hahaha

O que fazer em Ilhabela - Cachoeiras

Se você é daqueles que tem pique, faça as duas cachoeiras no mesmo dia. Elas ficam mais ou menos no mesmo caminho e são bem tranquilas de chegar de carro, tem várias placas indicando a direção. Mas se preferir pegar mais leve no Domingo, escolha uma delas e fique por lá. A da Toca, apesar de mais divertida, não tem muito mais pra onde ir. A da Água Branca oferece mais opções, e você pode ir de uma cachoeira para a outra sempre que quiser.

E ah, palavra-chave do dia: repelente. Passe MUITO repelente. Dependendo na época do ano, aquilo fica infestado de mosquito.

Se você terminar o dia nas cachoeiras cedo e tiver tempo, dê uma esticada até o restaurante Nova Iorqui (sim, assim mesmo). Ele fica lá no final da estrada que passa pela Praia do Curral e tem uma das vistas mais bonitas de toda a Ilhabela. O preço é bem salgado, mas a experiência é fantástica. Comida de primeira, atendimento excelente e paisagem sensacional.

 

Ufa! Que post longo! Mas não podia deixar de falar tudo isso hehehe. Ilhabela tem muitas praias e várias opções de passeios, esses foram somente alguns que eu sempre faço e recomendo para quem vai lá pela primeira vez. Acho que rola um bom mix de coisas, tanto na Sugestão 1, quanto na Sugestão 2. E claro, se preferir pegar uma coisa de cada sugestão e montar seu próprio roteiro, melhor ainda!

Bjos!

Como foi o fim de semana no Vale do Sol

E depois de um trânsito delícia pra sair de São Paulo, de um GPS doido que jogou a gente em uns lugares fora do planeta Terra e de dois celulares sem bateria (e, consequentemente, sem Waze), chegamos em Serra Negra! uhu!!

Achar o Vale do Sol é a coisa mais simples do mundo, porque assim que você entra na cidade já tem várias placas sinalizando a direção. Fizemos o check-in e, ao entrar no nosso quarto, nos deparamos com um local amplo, chão e móveis de madeira, super limpinho e aconchegante. Bem carinha de fazenda, mesmo, sabe? A vontade de se enfiar debaixo das cobertas naquele friozinho leve que estava fazendo era grande, mas a fome falava mais alto e fomos procurar o restaurante para aproveitar o jantar. Eita comidinha deliciosa! Super caseira, várias opções de saladas, sopinhas e caldos quentes, sobremesas. Era o que faltava para coroar a noite!

Mas a melhor surpresa veio no dia seguinte. Saímos do quarto de manhã para ir tomar café e demos de cara com uma vista de tirar o fôlego: sol, céu azul e a Serra da Mantiqueira se estendendo bem a nossa frente, imensa. Uau! Que paz, que tranquilidade! Queria ficar lá o resto do dia, só admirando a paisagem… Mas o dia estava tão bonito que optamos por dar uma caminhada para conhecer as dependências do hotel e, de quebra, praticar um exercício físico #projetoverão2020.

O hotel

Piscinas

O restaurante

Lá realmente tem bastante coisa pra fazer, e conseguimos aproveitar o fim de semana do jeitinho que queríamos: caminhamos, tomamos sol, relaxamos na piscina, descansamos, conversamos muito e comemos mais ainda! Além disso, sou só elogios para o Vale do Sol: comida caprichada e variada, a infra-estrutura excelente, atendimento acolhedor. Não tenho nada a reclamar, de verdade! Foi, sem dúvida nenhuma, a escolha perfeita, que se encaixava com o momento. E como fez bem, afe! Na segunda-feira éramos outras pessoas. Renovadas. Mais leves. Mais felizes. É impressionante como esse tipo de escapada e um pouco de loucurinha faz diferença na vida, né não?

Viajar, para qualquer lugar que seja e pelo tempo que for, areja a mente, distrai a cabeça, renova as energias. Pode ser um simples bate-e-volta para a praia, um fim de semana nas montanhas ou um mês na Europa. Não importa. O que vale é ir. Tem mil possibilidades para todos os gostos e bolsos. É só se jogar!

Fui!

Hotel Fazenda em Serra Negra – delícia!

 

Hotel Fazenda Vale do Sol

Decidimos que queríamos viajar para algum lugar diferente no próximo final de semana. Nada muito elaborado (e nem caro!), mas com um “quê” especial. Um local onde pudéssemos curtir, descansar e aproveitar a companhia um do outro. Sem pressa. Sem nada muito planejado. Sem obrigações ou atividades mil. Pode fazer o que der na cabeça, sabe?

As opções eram infinitas, não havíamos pensado em nada… Mas acho que o fato de ser Agosto deu aquela vontadezinha de ir para o campo, no alto das montanhas, pegar um friozinho e observar uma bela paisagem. Concluí que o que precisávamos mesmo para aqueles dois dias que se aproximavam era de um hotel fazenda. Parecia o encaixe perfeito com o que estávamos buscando! E então, comecei minhas buscas.

Encontrei várias opções, dos baratinhos aos mais caros, dos rústicos aos luxuosos. Até com campo de golfe tinha! Mas nenhum deles deu aquele “clique”, sabe? Nada me chamou tanta atenção. Eis que, depois de algum tempo, dei de cara com o Hotel Fazenda Vale do Sol. Localizado em Serra Negra, ficava a cerca de 3 ou 4 horas de São Paulo. Perfeito! Longe o suficiente da cidade grande, mas fácil e rápido de chegar. O preço? Bem compatível com o que estávamos dispostos a gastar 😉

Pelo site me pareceu tudo muito bem cuidado e com uma excelente infra-estrutura. As fotos mostravam chalés com carinha de fazenda, daqueles que você olha e já se imagina enrolado debaixo das cobertas curtindo um friozinho delícia. Fora a vista, né? Montanhas para tudo quanto é lado, uma overdose de verde.

Atividades também não faltariam. Piscinas (frias e aquecidas), lago para pesca, cavalos, pista de cooper, tabuleiro de xadrez gigante (rsrs). Café da manhã, almoço e jantar inclusos – e à vontade. #praticidades #comercomosenãohouvesseamanhã

Não tínhamos mais dúvidas de que aquele era o hotel fazenda perfeito para o fim de semana que estávamos buscando. Pelo telefone mesmo tirei algumas dúvidas e fizemos a reserva. Simples assim.

Serra Negra, nos aguarde!

Bjos,

UPDATE: clique aqui para ver como foi o fim de semana!

Porque fazer Stand Up Paddle!

Que a prática do Stand Up Paddle (ou SUP, para os íntchimos!), nunca esteve tão em alta não é novidade para ninguém, né? Basta dar uma olhadinha rápida no Instagram que você encontra um monte de gente fazendo selfie em cima de uma prancha – e sempre com um cenário de tirar o fôlego ao fundo! E essa popularidade todas tem suas razões de ser: a atividade, além de ser uma delícia de praticar, pode queimar mais de 400 calorias por hora (fonte: Terra Beleza). Ou seja, além de ser super divertida e proporcionar contato com a natureza, emagrece e tonifica a musculatura. #praquêacademia? rsrs

Stand Up Paddle 2

 

ScreenHunter_02 Apr. 24 17.33

Quem nunca fez Stand Up Paddle porque acha que é difícil, caro ou tem que ir muito longe, está redondamente enganado. O único pé-requisito básico é saber nadar, claro. Se puder fazer uma aulinha ou tiver alguém que possa te ensinar no início, melhor, mas não é algo de extrema necessidade. Existem técnicas que possibilitam um melhor aproveitamento da atividade e ajudam a evitar algum tipo de lesão, então é sempre bom tentar aprender um pouquinho.

Mas quer saber? Acho o esporte muito intuitivo! As pranchas, geralmente, são grandes e leves, o que proporciona uma boa estabilidade. O remo, além de impulsionar, também ajuda a manter o equilíbrio. E quem tiver um  bom controle de equilíbrio naturalmente já está com meio caminho andado! E oh, não que eu seja qualquer tipo de expert, mas se eu puder dar uma dica é: foca no abdômem! rsrsrs Tô parecendo minha professora de Piltaes falando, mas é bem por aí! Se você concentrar a força e o equilíbrio no abdômem, além de ter uma barriga tanquinho, – rsrs – você não machuca a coluna e consegue se manter em pé na prancha muito mais fácil. Vai por mim 😉

Quem mora em São Paulo ou próximo ao litoral paulista, pode encontrar a atividade em várias praias por aí. Um lugar que eu super recomendo é a praia das Astúrias, no Guarujá. O visual é incrível! Tem uma tendinha chamada Neno, que fica quase no cantinho, perto das pedras. Lá, eles tem vários modelos de pranchas de surf e Stand Up para alugar. Para a prática do SUP, o aluguel custa R$50 por pessoa, com direito a uma hora de remada, já incluso remo e leash (aquela tirinha que prende o pé na prancha). Eles são super atenciosos e sempre muito bem movimentados! Vale muito a pena!

Às vezes, deixamos de fazer alguma coisa pra gente porque não temos tempo, é caro ou estamos sempre correndo, cheios de compromissos. Mas é realmente tão complicado assim parar o mundo por algumas horinhas e fazer algo para nos sentirmos bem e descarregar o estresse do trabalho, de casa, dos problemas? Ah tá, o problema é dinheiro? Então, será que não dá para deixar de jantar fora uma ou duas vezes para poder praticar um esporte – ou qualquer outra coisa – que faz bem pra saúde, pro corpo e pra mente? As últimas vezes que fui para o Guarujá fazer Stand Up foi no esquema bate-e-volta mesmo, no sentido puro da palavra! Chegamos, fizemos, tomamos um banho de ma e voltamos pra casa. E quer saber? Deu T-O-D-A a diferença no meu dia e na minha semana. Tentem fazer isso de vez enquando, vocês não vão se arrepender 😉

Espero que tenham gostado da dica!! Bjos!