Category Archives: Intercâmbio

Intercâmbio de um mês vale a pena?

INTERCÂMBIO DE UM MÊS VALE A PENA?

Será que fazer intercâmbio de um mês vale a pena? Se você está pensando em se aventurar em outro país por algumas semanas mas está em dúvida se compensa, ou não, esse post pode te ajudar!

Antes de mais nada, gostaria de esclarecer que eu não tenho a pretensão de convencer ninguém de nada, muito menos de apontar o que é certo ou errado, bom ou ruim. Minha intenção é apenas compartilhar minha opinião sobre o assunto para poder gerar alguma reflexão em quem está pensando em viajar e, quem sabe, ajudar um pouquinho!

Como eu falo muito, preferi separar em tópicos para ficar mais fácil de entender meus devaneios! Espero que possam ser úteis, pelos menos! Let’s go? 😉

Intercâmbio de um mês vale a pena?

+ Tudo o que você precisa saber sobre fazer intercâmbio na Austrália!

1. O aprendizado da língua

Na maioria dos casos, acredito que quem faz intercâmbio está procurando aprender ou aperfeiçoar uma língua estrangeira. Sendo assim, como sabemos que não existe mágica e que ninguém vai voltar fluente depois de um mês no exterior, acho que temos que pensar sempre em otimização. Já que o tempo é curto, aproveite-o da forma mais inteligente possível!

– Sobre desenvolver novas habilidades

Como já falamos, não dá para pegar fluência em um mês e voltar pra casa falando como um nativo! Quem pretende fazer esse tipo de investimento tem que ter isso em mente, mas se esforçar para aprender o máximo possível.

Aproveite para desenvolver habilidades que são mais difíceis de praticar no Brasil, como ouvir, falar e aprender termos e expressões do cotidiano, que geralmente não nos ensinam nos livros. Acredito ser essas as conquistas mais importantes no aprendizado de uma língua em um intercâmbio curto.

Intercâmbio de um mês vale a pena? - Estudo

– Sobre viajar já tendo alguma noção da língua

Com base no que já observei, acho que a curva de aprendizado em intercâmbios curtos é maior para quem já tem uma noção da língua (mas é só minha percepção, ok? Cada caso é um caso! :). Isso porque a pessoa chega já conseguindo se comunicar, mesmo que minimamente e de forma errada, mas é mais fácil evoluir a partir dali, sabe? Quando já se é familiarizado com a língua, é mais fácil ouvir e falar palavras novas, pois já se entende a estrutura gramatical e a forma de “pensar” daquela língua. Quem chega muito “cru” tem que partir do zero e pode demorar um tempo até conseguir entender alguma coisa e se soltar – e quando vê, já é hora de voltar pra casa.

Sendo assim, talvez seja melhor investir em um curso no Brasil durante uns meses para chegar no seu intercâmbio com alguma base, e não deixar para aprender tudo lá. Acho um pouco de desperdício. É melhor utilizar seu pouco tempo em outro país já podendo se comunicar minimamente, até para que você se sinta mais seguro também.

– Sobre foco e dedicação

Acredito que o que mais vale mesmo é o esforço e dedicação de cada um. Se você não estudar, conviver somente com brasileiros e não tentar conversar na nova língua, realmente você não vai evoluir nada. Nem em um mês, nem em um ano. Já conheci gente que estava há mais de um ano estudando fora e o inglês, no caso, continuava uma m*da. Por isso, meu conselho é: faça valer o seu tempo e dinheiro. Vá às aulas, faça os exercícios de casa, saia para passear sozinho, peça informação na rua, converse com pessoas de diferentes nacionalidades. Fazendo isso, com certeza seu intercâmbio de um mês vale a pena!

2. Intercâmbio não é só aprender outra língua

Mesmo que esse seja o objetivo principal, um intercâmbio pode trazer pra sua vida muito mais benefícios do que aprender uma língua. E essa eu acho que é a maior das consequências. Morar fora, não importa pelo tempo que for, muda nossa forma de pensar, ser e agir. Nos instiga a ser mais curiosos, nos arriscar, tentar, ousar, fazer diferente. SER diferente. Somos obrigados a sair da nossa zona de conforto. Ter que se virar sozinho em meio a uma cultura e língua totalmente diferentes pode ser apavorante no início, mas é uma experiência de vida insubstituível!

Intercâmbio de um mês vale a pena? - Autoconhecimento

Acho que é tudo questão da forma como você decide tirar proveito das oportunidades, sabe? Uma vez que você está investindo tempo e dinheiro para fazer o tão sonhado intercâmbio, não foque somente em aprender outra língua! Explore tudo o mais que a experiência pode te proporcionar. Evolua como ser humano. Tente se conhecer melhor. Tire as amarras. Pense, repense, questione. Acho que se questionar é fundamental e é muito mais fácil e natural fazer isso quando saímos da nossa rotina e da nossa casa. Acontece de forma orgânica. Apenas pare e preste atenção nos seus próprios pensamentos.

E como fazer tudo isso? Tentando coisas diferentes, experimentando, ousando, se arriscando. Faça programas que nunca pensou em fazer antes. Prove novos pratos. Converse com gente estranha. Observe como a cidade funciona. Observe as pessoas. Observe o trânsito. A rua, as calçadas, as casas. Cumprimente as pessoas na rua. Vá a um restaurante sozinho. Ande sem rumo e por horas em um bairro qualquer. Entre em lojas que geralmente não entraria. Sente em um banco qualquer enquanto pensa em nada. Ou em tudo. Acorde cedo para ver o nascer do sol. Ou durma tarde. Alugue uma bicicleta.

3. Você vai se descobrir muito mais capaz do que imaginava

Quando a gente resolve se aventurar por outros países, sempre dá um frio na barriga. Em se tratando de um intercâmbio, então, nem se fale! Pensar em ter que fazer tudo sozinho, viver na casa de estranhos, comer uma comida totalmente diferente, lavar roupa, pegar ônibus, achar o caminho da escola… Parece tudo muito difícil, né? Especialmente quando se é jovem e não fazemos isso nem na nossa cidade!

Mas você consegue. Consegue fazer tudo isso e mais um pouco. É impressionante como o ser humano só aprende na necessidade. Quando você PRECISAR fazer qualquer coisa, você VAI fazer. Tem medo/vergonha só de pensar em pedir informação na rua em outra língua? Quando você estiver perdido e não tiver ideia de como voltar pra casa, você VAI pedir. Não sabe nem ligar uma máquina de lavar roupa em casa? Quando a pilha de roupas sujas estiver enorme e você não tiver mais nada pra vestir, você VAI aprender. Pode acreditar em mim!

Quando eu tinha 15 anos, fiz um intercâmbio de um mês no Canadá, em Toronto. 11 anos se passaram e aquela experiência ainda se reflete em mim. Em muitos momentos, eu me recordo de aprendizados de vida que tive durante aquele mês e percebo como sou influenciada por eles até hoje. Passado todo esse tempo, olho pra trás e vejo como foi importante para eu poder me descobrir, começar a entender quem eu era, do que eu era capaz, como resolvia problemas. E isso, minha gente, não tem preço!

_________________

Bom, espero que eu tenha conseguido passar a mensagem que gostaria! E se eu acho que intercâmbio de um mês vale a pena? Com certeza! Basta saber aproveitar seu tempo da melhor forma possível e se dedicar a aprender. Sobre outra língua e sobre você 🙂

E você? Acha que intercâmbio de um mês vale a pena? Quem já fez? Tem alguma experiência pra contar? Deixa nos comentários!

[Vídeo] Dicas para viajar para Austrália!

Oi gente!

Hoje tem mais um vídeo no ar! \o/ \o/

Como prometido, vim dar algumas dicas para viajar para Austrália: onde morar, custos, escola e mais detalhes que parecem básicos mas que ganham um importância giganteeeeeesca quando estamos nos aventurando em outro país. Está pensando em vir para a terra dos cangurus? Vem conferir!

Dicas para viajar para Austrália:

Também gravei um vídeo falando sobre com foi a primeira semana em Gold Coast. Se você ainda não viu, dá o play:

Ah, e se você está com viagem marcada para qualquer lugar, PRECISA ler o post sobre como economizar espaço na mala de viagem com embalagens à vácuo (com fotos de antes e depois!) e assistir ao vídeo onde mostro como usar! Tá aqui, ó:

É isso! Gostaram? Se inscreva no nosso canal e acompanhe as novidades em primeira mão 😉

Diário Austrália: Como foi a primeira semana!

E não é que já faz uma semana que eu cheguei aqui em Gold Coast, costa leste da Austrália? Pois é, minha gente… O tempo passa rápido demais! Tantos meses de planejamento, preparação psicológica, tantas coisas para resolver antes de viajar e, de repente, uma semana inteirinha aqui já se foi! Afe… (Ah, se você não está por dentro do que eu tô falando, clica AQUI pra ler o post onde eu explico sobre essa viagem!!)

Diário Austrália - Primeira Semana

Então resolvi fazer um vídeo para contar mais detalhadamente como foi essa primeira semana, falar sobre a viagem, a casa, escola. Essas coisas mais básicas, sabe? A adaptação, as primeiras impressões, diferenças, enfim.

Para quem não sabe, a minha irmã está morando aqui na Austrália há mais de um ano (em Gold Coast, também). Depois de 6 meses em Gold Coast, no ano passado, eu fiz uma entrevista completa com ela perguntando t-o-d-o-s os detalhes sobre a viagem, desde a tomada da decisão, passando pela agência, escolha da cidade, como tirar o visto australiano, experiência com o curso e trabalho, rotina, futuro e mais mil coisas. Tá bem completinho! Se você ou um amigo seu está pensando em vir para a Austrália, PRECISA ler os posts a seguir (é só clicar nos links, ok?):

1. A decisão / Agência / Curso de Inglês

2. Trabalho / Moradia

3. Rotina / Família / Futuro

4. Como tirar o visto australiano

Também estou preparando um outro vídeo (uia, que chiquêza!) com várias dicas pra quem está planejando passar um tempo aqui na Austrália. Dessa vez, com as minhas impressões e opiniões 🙂 Tá ficando bom o negócio!

Mas chega de lenga-lenga e aperta o play aí!

Gostaram? Deixa sua opinião/dúvidas/dicas/reclamação/etc nos comentários!

Ah, e se você está com viagem marcada, precisa assistir esse vídeo onde eu dou uma dica TOP para economizar espaço na mala! Clica AQUI e me conta se gostou!

Bjos!

Quero morar no exterior. Por onde começar?

Morar no exterior por um tempo é o sonho de muitos brasileiros. Segurança, qualidade de vida, oportunidade de emprego, novas experiências, mudar de vida. São muitas as razões que levam uma pessoa a querer largar tudo e viver essa aventura por alguns meses (ou anos)!

Mas por onde começar? Como escolher o lugar certo? Quanto custa? Acho que a primeira questão que quem pensa em fazer algo do tipo deve responder é qual o objetivo da viagem. Pode ser ganhar dinheiro, fazer uma faculdade, turbinar o inglês, “turistar”, enfim. Mais um monte de opções! Pense qual é o objetivo dessa sua temporada fora e comece a se organizar para isso.

aviao-decolando

Comece pesquisando sobre os países e cidades que gostaria de morar. Clima, custo, receptividade e oportunidades do local devem ser colocados na balança. Se você é uma pessoa que detesta frio, não vai gostar de viver na Escócia por muito tempo, por exemplo 😉 Escolha umas três ou quatro cidades e pesquise sobre elas: veja fotos, vídeos, depoimentos, participe de grupos de discussão na internet, informe-se! Assim você vai ter material suficiente para entender melhor cada lugar e fazer a escolha que mais combinar com seus objetivos (e couber no seu bolso!).

Descubra como são as oportunidades de empregos, de estudo, se exige visto de trabalho/estudante. Existem várias agências especializadas no assunto, como a CI, STB e Austrália Go. Cada uma tem um foco, então vale conhecer algumas e ver se o que elas oferecem se encaixa com o que você procura.

Como esse é um assunto MUITO longo, vamos quebrá-lo em vários posts para podermos nos aprofundar mais!

Bjos!!