Tag Archives: jogo de basquete

Como foi ver um jogo de basquete em Nova York!

Quem vai para Nova York, com certeza, já tem na cabeça, pelos menos, uma dúzia de atrações para ver na cidade. Os principais cartões postais da Big Apple, como Empire State Building (fiz post comparando a visita à ele e ao Top of The Rock! Clica AQUI para ler!), Estátua da Liberdade, Central Park e afins são parada obrigatória para todo e qualquer visitante de primeira viagem, fato. Mas sabe que, na minha viagem para lá em Novembro passado, eu acabei fazendo um passeio que não estava nos planos, super de última hora, que não tem nada a ver comigo e que…. eu amei???

A atividade em questão foi assistir a um jogo de basquete no Madison Square Garden. O jogo foi um clássico: New York Knicks x Washington Wizards. E com direito a Coca-Cola gigante e cachorro-quente para acompanhar. Ao melhor estilo americano. E eu recomendo fortemente que você inclua esse passeio na sua agenda!!

Jogo de basquete em Nova York

Mas aí, caro leitor, você me pergunta porque esse passeio não tem nada a ver comigo. Vamos aos fatos:

1- Eu detesto esportes coletivos. Futebol, vôlei, basquete, handball. Não curto assistir e, muito menos, jogar. Sabe aquela pessoa que era sempre a última das últimas a ser escolhida para os times de educação física na escola? Então. Era eu.

2 – Não sou muito chegada a grandes muvucas e multidões, o que é bem provável em se tratando de um estádio de basquete em plena Manhattan.

3 – Não sou fã de refrigerante. Menos ainda, de Coca-Cola. E menos, menos ainda, de copos gigantes de Coca-Cola. Pois bem.

E aí, caro leitor, você deve estar se perguntando então, porque raios eu gostei tanto de assistir ao jogo, a ponto de estar recomendando aqui no blog. Vamos aos fatos novamente:

1 – Acho que, quando estamos viajando, não devemos ter preconceitos com lugares e/ou atividades. Tudo é válido, tudo é novo, tudo faz parte da experiência. Sendo assim, no momento em que surgiu a oportunidade de assistir ao jogo, eu topei na hora, super animada!

2 – Pode falar o que for, mas a organização americana impressiona. Apesar da multidão (e você poderá comprovar pelas fotos logo abaixo), não houve muvuca, empurra-empurra, gente roubando seu lugar, nenhuma espera em fila maior do que 5 minutos (e olha que tem revista em tudo quanto é canto! Com direito a abrir as sacolas de compra e tirar tudo de dentro. Uma por uma.), nada. Simplesmente, correu tudo nos conformes. Todo mundo chega alguns minutos antes do jogo, passa pela revista, compra suas bugigangas para comer durante o jogo, se dirige aos seus lugares, senta e assiste ao jogo. No final, todo mundo levanta e vai embora. Simples, né? Não sei porque aqui no Brasil as coisas não podem ser assim também. Enfim.

Jogo de basquete em Nova York - Ingressos

3 – O estádio é enorme, super confortável e com cadeiras de couro. Hahaha. Ok, parece besteira eu comentar o fato de as cadeiras serem de couro. Mas fiquei pensando nos nossos bancos de praça de concreto e nas cadeiras de plástico dos estádios Brasil afora que vivem quebradas… Enfim. Além disso, a estrutura e limpeza do estádio são impressionantes. Cabe gente que não acaba mais naquele lugar e, em plena terça-feira de um mês comum de Novembro, estava tudo lotado. L-o-t-a-d-o!

4 – É incrível ver como o americano curte ver um jogo de basquete! Tipo a gente aqui, em relação ao futebol. Todo mundo torce, grita, canta. Mas ninguém desrespeita ninguém. Cada um na sua. Convivência pacífica. Como deve ser. Achei lindo!

5 – Achei o máximo em perceber que ir ao estádio assistir a um jogo de basquete é uma atividade super corriqueira, tranquila, que todo mundo faz e, o mais importante, que é simples de ser feita. Tem uma estação de metrô dentro do estádio (Pennsylvania Station). Qualquer pessoa, em qualquer canto da cidade, pode ir ao jogo numa boa, na maior facilidade do mundo. Pegou o metrô, desceu ali e pronto. Só entrar e curtir. Vi muita, mas muita gente de terno e gravata, pessoal que acabou de sair do trabalho e foi com os amigos ou a namorada ver o jogo. Sem dificuldades, sem se preocupar em onde parar o carro, ou com a facada que vai ser o preço do estacionamento, ou com o trânsito infinito que vai estar para chegar/sair do estádio. Sabe assim, quando você sai do trabalho e vai pegar um cineminha, bem de última hora? Tipo isso.

Jogo de basquete em Nova York - O Jogo!6 – Achei o jogo super legal! E não é só o jogo, pronto e acabou. Tem todo um espetáculo mesmo, com abertura, cheerleaders dançando, atividades interativas nos intervalos, músicas. O evento todo é muito divertido! E tem que ser, afinal, foram quase 3 horas de duração! Mas passou tão rápido! E eu gostei tanto!

7 – Sou fã do seriado Friends. Daquelas que sabe todas as falas, piadas, pausas e entonações. Sei tudo mesmo! E como ir ao Madison Square Garden era um dos passeios preferidos do Ross, Chandler e Joe, sempre tive curiosidade de ver como era. Só porque vi em Friends. Ok, me julguem!

8 – É um programa tipicamente americano. Faz parte da vida deles, dos hábitos, do que eles fazem no dia a dia. Para entrar de cabeça no clima da cidade, é a melhor atração!

jogo de basquete em Nova York - Final

E aí, caro leitor, você também deve estar se perguntando porque eu acabei vendo o jogo, sendo que, inicialmente, não tem nada a ver comigo. Bom, acontece que eu estava viajando com meu namorado, que é superfã de basquete. Ele jogava muito desde moleque e sabe tudo o que rola no esporte. É de acompanhar mesmo, sabe? Hoje, obviamente, com a correria do dia a dia, ele não está mais tão por dentro assim, mas a paixão ainda está lá, guardada. Quando decidimos que íamos para NY, a primeira coisa que ele comentou foi que queria MUITO ver um jogo de basquete ao vivo. Que seria a realização de um sonho. Ok, então!

Fomos pesquisar os preços na internet (você pode comprar os ingressos por AQUI, se preferir) e quase caímos para trás. O mais barato custava cerca de US$100 por pessoa. Meu namorado achou muito caro e que não valia a pena, (principalmente por minha causa, que nem curto e iria ter que gastar uma grana) e acabou desistindo. Conformados ficamos, então. Eis que, já em NY, perdidos pelas ruas, acabamos dando de cara no estádio. Pá! Achei o máximo vê-lo por fora, e meu namorado ficou emocionado. No letreiro de LED bem gigante acima da gente estava escrito que ia ter jogo naquela noite. Knicks x Wizards, às 7:30 p.m. Arrastei meu namorado para dentro do estádio (ele ainda estava relutante em relação aos valores) falando que íamos apenas ver se ainda tinha ingresso. Só por curiosidade. Vai que… né? Ao entramos na área da bilheteria, meu namorado foi ficando ainda mais emocionado. Entramos na fila para perguntar a disponibilidade de ingresso e os preços. Era aquilo mesmo, em torno de US$100 o lugar mais longe. Meu namorado perguntou o que dava para conseguir por US$115 (já se empolgou!). Tinha lugar melhor. Na lateral, mas mais perto. Ele ficou tentado. Eu incentivei! Falei que dava o ingresso dele de aniversário (que era uns dias depois). Depois de pensar e fazer as contas, decidimos comprar! Uhuuuu! Sacamos dinheiro no caixa eletrônico do Chase que tem ali dentro mesmo e pronto! Tickets na mão!!

E posso contar um segredinho? Meu namorado chorou quando pegou os ingressos 🙂 Fiquei tão feliz por ele!! E super ansiosa para chegar de noite e voltarmos lá para, enfim, ver o tal jogo.

Por isso, minha gente, eu recomendo MUITO assistir a um jogo no Madison Square! Vá, é divertido e diferente!! É um belo passeio!! 😉