Tag Archives: museu de rte pré-colombiana

5 dias em Santiago: 5° Dia – Passeios e compras em Santiago – por Camila Meister

O 5° e último dia da Camila em Santiago do Chile foi dedicado a explorar um pouco mais a cidade, com direito a visitar o Museu de Arte Pré-Colombiana, assistir a troca de guarda no Palácio de La Moneda, comidinha no Restaurante Giratório e mais. Além disso, a Cá nos deu algumas outras sugestões de passeios pela cidade e arredores e recomendações sobre onde fazer compras em Santiago – e se compensa, na opinião dela!

Vamos ao grand finale, então?? 🙂

Compras em santiago

Como todas as viagens que faço, gosto de deixar um dia livre, onde posso conhecer a cidade de uma forma mais independente, sem roteiros. Nosso último dia em Santiago foi dedicado a isso.

Saímos logo cedo e pela primeira vez, resolvemos andar de metrô. Foi uma experiência tranquila, nada diferente do que temos no Brasil. O valor é super Ok, e apresentando a carteirinha, estudantes pagam meia. Ah! E a tarifa muda de acordo com o horário, segue:

Horário de pico (7h00-08h59 e 18h00-19h59) = $660 CLP (R$2,64)

Horário normal (6h30-6h59, 09h00-18h00 e 20h00-20h44) = $600 CLP (R$2,40)

Horário baixo (6h00-6h29 e 20h45-23h00) = $550 CLP (R$2,20)

Decidimos ver a troca de guarda no Palácio de La Moneda, que acontece a cada dois dias (Programação AQUI). É bem interessante, mas para quem não curte não recomendo, pois há uma certa demora para começar e tem duração de 1 hora.

Compras em Santiago - Troca da Guarda

Enquanto esperávamos, tivemos a companhia dos lindos cães de rua que tem no Chile. Sério, todos são super bem cuidados, com coleiras e roupinhas. Adoro animais e fiquei encantada com o tratamento que eles recebem. Até ouvi de um chileno “os cães no Chile são como as vacas na Índia”. Muito amor!

Após a apresentação, resolvemos caminhar pela cidade, infelizmente era domingo e estava tudo fechado, só havia alguns desavisados como nós perambulando para encontrar algo a fazer, foi ai que decidimos conhecer o Museu de Arte Pré-Colombiana.

Não me recordo muito bem do valor, mas digo que valeu cada peso. O primeiro andar é bem interessante, com esculturas em pedras e barros e a riqueza dos tecidos feitos pelos andinos, porém é no subsolo onde encontramos toda a história do chile e os povos que ali habitam e habitaram um dia.

Compras em santiago - museu

Depois de tanta cultura, precisávamos comer e como TUDO estava fechado por ali, decidimos ir em mais um lugar turístico, o chamado “Restaurante Giratório”.

Uma delicia de lugar, ao lado da estação de metrô Los Leones, com uma vista linda e uma comida maravilhosa. Logo que fiquei sabendo do local, me interessei pelo conceito e digo, é demais! Não é possível sentir o ambiente girar, mas é uma experiência diferente você se deparar virada para uma vista totalmente diferente da de quando chegou.

Compras em Santiago - Restaurante GiratórioCompras em Santiago - Restaurante Giratório 2Como tivemos pouco tempo, não conseguimos fazer tudo que tinha pela cidade. Também há os passeios para as vinícolas próximas a capital chilena, como a famosa Concha y Toro. Não sou das maiores apreciadoras de vinho e já tinha estado em outras vinícolas, por isso optei por não incluir no roteiro.

Outro lugar interessante para conhecer, são as casas-museus de Pablo Neruda, um poeta chileno. Há três casas que podem ser visitadas, uma em Santiago no bairro Bellavista, outra em Valparaíso e a última na cidade de Isla Negra.

Para quem vai viajar para “fora”, sempre há dúvidas sobre o câmbio, quanto levar, onde trocar, entre outras perguntas. Em relação a “quanto levar” acredito que depende muito do seu interesse em compras, principalmente nos vinhos e de quantos dias irá ficar. Já a troca do câmbio, eu fiz no Brasil mesmo, mas acho interessante fazer uma pesquisa antes para descobrir o que vale mais a pena no período em que for viajar. Eu fiz isso, porém chegando lá, não achei que compensou tanto.

Sobre “compras em Santiago”, acredito que o Chile não seja o tipo de viagem para fazê-las, ainda mais quando os preços são bem próximos ao nosso. Mas como em toda viagem, gosto de trazer souvenirs e fiquei bastante interessada quando li sobre a pedra lápis-lazuli que é somente encontrada no Chile e no Afeganistão, então logo que cheguei já fui à procura da bonitinha.

Dentro do Pátio Bellavista é possível encontrar algumas lembrancinhas bacanas, porém há uma feira de artesanato na frente do Cerro de Santa Lúcia onde os preços são mais amigáveis.

Já para quem está realmente interessado em compras além das lembrancinhas, tem o Shopping Parque Arauco, onde pode ser encontrado roupas de neve da marca Columbia, botas Ugg e também tem uma Forever21. Já o Shopping Costanera Center, chama atenção por ter como vizinho a vista para as cordilheiras e também por ser atualmente a maior construção da America Latina com 64 andares. Por fim, há o shopping temático MallSport, que além das lojas, tem como entretenimento parede de escalada, pista de patinação e surf em ondas artificiais.

E para quem tiver oportunidade, há outros lugares lindos para conhecer no Chile, como: Deserto do Atacama, Vulcões e Lagos ao sul, Deserto dos Gaisers e Patagônia Chilena. Voltarei para conhecer todos, mas isto ficará para outros posts. 😉


Acho que é isso viajantes! Espero que tenham gostado e qualquer dúvida, só deixar seu comentário. 😉

______________________

É isso gente! Chegou ao fim a viagem da Camila e, com ela, nossa série sobre 5 dias em Santiago (ahhhhhhhh). Para ler todos os outros posts e ficar por dentro das dicas e passeios, clique nos link abaixo:

Planejamento da viagem – agência, compra de tickets e companhia aérea

1° dia – Passeio pelo centro histórico, Cerro Santa Lucia, Praça da Constituição, Catedral de Santiago e Praça das Armas, Bairro Republica, Bairro Costanera e Shopping Parque Arauco

2° dia – Valle Nevado

3° dia – Viña del Mar e Valparaíso

4º dia – Valle Nevado e Estação Farellones