Tag Archives: tamanho da mala

O tamanho da mala – minha experiência no Reino Unido :)

Voltando ao assunto do tamanho da mala que falamos nesse post aqui, vou contar mais sobre a experiência na minha viagem ao Reino Unido. Seriam, ao todo, 22 dias de viagem, 4 países, 12 cidades, 5 viagens de avião e 8 de trem. Pensa em duas pessoas que se deslocaram? 🙂 E como arrumar uma mala funcional para esse tempo todo e com toda essa movimentação?

Além disso, também tinha que levar em conta a questão climática: fomos em Junho, teoricamente fim da primavera e início do verão. Só que o deles né? Temperaturas muito diferentes das que temos por aqui nessas estações do ano! Houveram dias que passei um frio tremendo, quase congelei! E que tipo de roupa levar, visto esse cenário? De calor? Mas calor quanto? De frio? Mas frio quanto? Sobretudo e bota? Ou blusinha fina e jaqueta? Quem sabe um short ou vestido? Meia-calça? Sapatilha e chinelo? Cachecol, será?

ScreenHunter_44 Feb. 26 18.50

Nunca tinha ido pra Europa e, por mais que tivesse monitorado o tempo pelo Climatempo, na hora a gente nunca sabe o que vai rolar. Sendo assim, levei um pouco de tudo! HAHAHA Tenho um sério problema em ser econômica quando viajo… mas estou trabalhando nisso! 😉

O problema é que tanta roupa pra tanto dia resultou em duas malas enormes e duas mochilas(estávamos eu e minha mãe) e o excesso de peso nos atrapalhou em alguns momentos. Pra começar, fica difícil “manobrar” a mala por aí. No aeroporto, no hotel, na rua, nas estações, no trem. Levantar, então? Nem me fale! Ou contávamos com a ajuda de algum homem caridoso ou tínhamos que fazer um esforço sobrenatural – dadas as nossas proporções físicas. Foi BEM cansativo esse processo, mas muito engraçado! No fim, ríamos de nós mesmas naquela situação patética!!

Escadas eram nosso maior pesadelo! rsrs No hotel de Londres, por exemplo, tivemos que subir as malas de escada até a recepção, que ficava no 1º andar. Na estação de Stratford-upon-Avon não tinha elevador e, para atravessar a plataforma de um lado para o outro, tivemos que subir dois lances de escada e depois descer mais dois. Demoramos uma meia hora para conseguir realizar essa façanha! Fora arrastar as malas pelas ruas das cidades… Às vezes, o hotel era perto da estação e não valia à pena pagar um táxi e tínhamos que pagar esse mico. hehe

Mas para mim, o grande problema foi para subir, descer e, por vezes, permanecer nos trens. As plataformas eram mais baixas e distantes do vagão, então precisávamos erguer a mala! Só que isso com várias pessoas querendo entrar e sair ao mesmo tempo pela mesma porta. Geralmente, eu subia no vagão e minha mãe, da plataforma, me ajudava a puxar a mala pra cima. HAHAHA bizarro! O bom é que vários trens tem bagageiro, mas às vezes acontecia de eles estarem lotados ou a mala não passar pelo corredor. Tivemos que fazer duas viagens em pé, perto da porta por conta disso… sendo uma delas de 4 horas. HÁ!

E depois de passar por Primark’s, Topshop’s, H&M’s e lojinhas de souveniers? Foi uma luta fechar as malas AND as mochilas no últimos dias de viagem… #consumismos

Acho que o resumo disso tudo é que nos divertimos bastante e demos muita risada! Temos história pra contar, viu?? Mas vou levar a experiência dos perrengues para um próximo tour e fazer uma mala mais enxuta… Por isso, é muito importante se planejar bem e levar em consideração tudo o que você terá que fazer durante a viagem, desde grandes deslocamentos até o simples ato de colocar a mala no armário do quarto 😉