Tag Archives: valle nevado

5 dias em Santiago: 4° Dia Valle Nevado e Farellones – por Camila Meister

Aposto que vocês, assim como eu, estão doidos para começar a programar uma viagem ao Chile, só lendo os posts da Camila! Cada lugar lindo… Afe!

E como ela não é boba nem nada, o 4° dia dela em Santiago foi, de novo, na neve! Claro né? É um dos programas mais procurados por quem está em terras chilenas – e com razão. Para curtir ao máximo esse dia, a Camila e sua amiga foram novamente para o Valle Nevado e para a estação de Farellones, num frio de rachar!

PS.: para ver os demais posts e dicas sobre os 5 dias da Camila em Santiago do Chile, clique nos links a seguir: Planejamento da viagem; 1° dia; 2° dia; 3° dia e 5º dia

Vamos ver como foi? Anotem as dicas aí!!!

Farellones

Por ser nossa primeira experiência com neve, deixamos reservado dois dias para curtir nas cordilheiras. Para essa segunda vez, reservamos um passeio onde poderíamos conhecer um pouco mais da estação Valle Nevado e a estação de Farellones, além de uma parada no meio do caminho para aproveitar os ‘esquibundas’ e a vista digna de cartões postais.

Ainda não era nem 6 horas e já estávamos de pé. Apesar da animação, confesso que tive que usar todas as minhas forças para tomar coragem de enfrentar o frio que fazia lá fora e para ajudar, a previsão nas montanhas era de -5ºC. Estava morrendo de medo, pois nunca estive a uma temperatura tão baixa.

Novamente, antes de começar nossa subida, paramos para alugar roupas e equipamentos. Já a caminho e com o clima nublado, tivemos outra perspectiva da cena. Não consigo decidir qual me deslumbrou mais: o céu azul contrastando com a neve branquinha ou o nublado tornando a vista do céu e montanha uma só.

Farellones - Cordilheira dos AndesNossa primeira parada foi de encontro aos -5ºC prometido, no meio das cordilheiras, com direito a muita neve, frio e vento. Apesar de toda dificuldade de deixar qualquer membro descoberto, era irresistível não tirar milhões de fotos daquele lugar! Foram suficientes 30 minutos de diversão e muitos tombos rs.

Farellones - Camila na CordilheiraO próximo destino era a estação de Valle Nevado. Como já háviamos passado um dia todo lá, não iriamos fazer nenhum passeio específico, decidimos apenas ficar na região dos hoteis, que não conseguimos conhecer anteriormente. Aproveitando o tempo livre, tomamos o nosso café da manhã/almoço, conhecemos alguns brasileiros e observamos as diversas pessoas que, diferente de nós, já dominavam a arte de esquiar.

Farellones - Valle NevadoChegando em Farellones, como já havíamos almoçado e nosso tubing estava marcado só para as 14h, aproveitamos para conhecer o lugar e suas variadas lojinhas. Foi possível perceber que essa estação era mais dedicada aos chilenos, não havia tantos turistas como em Valle Nevado e sim uma grande quantidade de famílias. Uma graça ver crianças que mal aprenderam a andar já esquiando perfeitamente e sem medo.

Vista de Farellones

Pista de FarellonesApós longas 3h de espera, enfim faríamos algo de diferente e divertido. O tubing, é simplesmente uma boia gigante onde você senta e é empurrado para uma pista íngreme. É S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L ! Pura adrenalina e com aquela vista das montanhas tudo fica ainda melhor. Pagamos para apenas 1 hora, mas foi suficiente, pois devido a altitude você cansa muito rápido, ainda mais tendo que carregar a boia.

Farellones - TubingDica: deixem para comer em Farellones ou coloque em seu roteiro mais algumas horas de esqui nessa estação. Há também tirolesa, para adultos e crianças, infelizmente não nos programamos para fazer, mas parece valer a pena.

______________________

Curtiram? Bacana essa última dica que a Cá deu sobre comer em Farellones e as opções de esqui e tirolesa, né? Vale prestar atenção nelas!

5 dias em Santiago: 2º Dia Valle Nevado – por Camila Meister

Que bacana que estão sendo esses posts da Camila! Ela passou 5 dias em Santiago do Chile e nos conta, em detalhes, como foi a experiência, qual a programação que ela fez, agência de passeio, valores e todas as dicas úteis.

O segundo dia dela na cidade foi bem animado e é um dos mais esperados por todo mundo que visita o Chile: Valle Nevado. Afinal, esquiar em plena Cordilheira dos Andes é de uma emoção só, né?

Obs.: clique nos links a seguir para ver sobre o planejamento da viagem (agência, compra de tickets e companhia aérea); 1° dia (centro histórico, Cerro Santa Lucia, Praça da Constituição, Catedral de Santiago e Praça das Armas, Bairro Republica, Bairro Costanera e Shopping Parque Arauco); 3° dia (Viña del Mar e Valparaíso); 4º dia (Valle Nevado e Estação Farellones) e 5º dia (Troca da guarda, Museu de Arte Pré-Colombiana, Restaurante Giratório e indicações de compras).

Vamos ver as dicas da Cá sobre esse dia no Valle Nevado!

Valle Nevado

Enfim, o dia mais esperado da viagem. Nossa primeira experiência com a neve, com as cordilheiras e com esqui. Muita emoção para um dia só rs. O despertador ainda nem tinha tocado e já estávamos em pé. Era tanta roupa para colocar, o medo de atrasar e a ansiedade, que acordamos antes do horário previsto.

Por falar em roupas, se você sente muito frio que nem eu, é bom se proteger com as três camadas básicas para um dia de neve, formado por uma peça de roupa térmica, uma de freece e a última impermeável. Lógico, que eu coloquei muito mais roupa do que apenas essas três rs.

(Obs.: quem conhece a Camila, com certeza, riu ao ler esses dois primeiros parágrafos! Sem dúvida, imagino ela toda adiantada, organizada e encapotada! Hahaha)

Valle Nevado - saindo de Santiago

Antes de começar a aventura, paramos para alugar equipamentos e roupas de esqui no local orientado pelo guia, porém também é possível alugar dentro das estações. O valor pode variar por peça, mas o kit completo sai por volta de R$100,00. O recomendado para alugar – caso ainda não tenha – é: blusa e calça impermeável, botas para neve, luvas e óculos.

Equipados, hora de começar a subir! De início parece tudo sem graça, vegetações secas e… cadê a neve tão esperada?! Depois de uma hora, de curvas, de riachos cristalinos, de vacas se equilibrando nas montanhas íngremes, lá estava ela, arrancando os primeiros suspiros daqueles que, como eu, estavam admirando as diversas montanhas com seus picos branquinhos. E a cada nova curva, mais o branco dominava a paisagem e mais admirados ficávamos.

Porém, foi só após 60 curvas, 3 mil metros de altura e uma vista de deixar qualquer um babando, que chegamos no Valle Nevado.

Valle Nevado - caminho da estação

Valle Nevado - Vista

Primeira Impressão: Muito branco, muito frio e muita gente. Precisávamos comprar o “Ticket Day”* e tinha uma fila interminável, por sorte o guia já tinha todo o esquema e comprou o ticket para todos, já com os equipamentos de esqui e a aula inclusos, porém nossa peregrinação em fila só estava começando.

*Ticket Day Valle Nevado: Para ter acesso às pistas de esquis, é preciso comprar o Ticket Day, nome dado ao ingresso de entrada. Na estação há diversos combos que saem por um valor mais em conta do que comprar os tipos de tickets separados. Há combos para famílias, para quem vai alugar equipamento e/ou fazer aula, para quem deseja apenas utilizar a gôndola, entre outros. No site é possível encontrar algumas opções.

Para a nossa sorte, o dia estava lindo e para o nosso azar, todos de Santiago e do MUNDO pensaram como nós. A estação estava lotada, foi o dia mais cheio da temporada e todos pareciam estar na fila para pegar o equipamento. Foram três horas testando nossa paciência e algumas batatas fritas.

Problema 1: Dia de sol + última semana de férias escolares + quinta-feira dia de promoção.

Problema 2: Quantidade limitada de equipamentos para alugar. Era necessário ser liberados os equipamentos para uma nova pessoa utilizá-los.

Dica 1: Pesquise antes os dias de promoções, porque às vezes o barato sai caro.

Dica 2: Se já estiver decidido em fazer aula, alugue o equipamento na parada indicada pelo guia para alugar as roupas.

Durante a fila, conhecemos uma brasileira de Curitiba que viajava sozinha, logo a convidamos para se juntar a nós. Encontrar brasileiros nesses lugares é super comum, na verdade, foram poucos os chilenos que pude perceber no Valle Nevado. Detectei que tinham alguns australianos, argentinos, alemães e muiiiiiitos brasileiros.

Depois de todos os contratempos e longas horas em um ambiente fechado e quentinho, ir para a área aberta foi um verdadeiro choque térmico, mas no meio de tanta euforia, quem liga para isto mesmo?!

Para chegar ao local das aulas é necessário pegar a gôndola, uma espécie de bondinho pequeno. A vista lá em cima é linda, você consegue ter uma visão panorâmica de toda a estação e é ai que descobre como aquele lugar é realmente grande e ativo!

Valle Nevado - gôndola 3

Valle Nevado - gôndola

Valle Nevado - gôndola 2

Eram 15h e a nossa aula ia começar. Chegar até o local indicado foi nosso primeiro desafio, pois era beeem difícil conseguir se deslocar com aqueles calçados mas nada que a prática não resolvesse este probleminha.

As aulas duram 2h, no começo achamos super pouco ainda mais porque passamos a maior parte do tempo em uma fila e também porque a estação fecharia as 17h, não teríamos tempo para mais nada. Porém, a aula nem acaba e você já descobre que é mais do que suficiente… acreditem!

Esquiar não é difícil mas tem seus segredos e, após conseguir dominá-los, você até sente que nasceu para aquilo rsrs. Levei alguns tombos e invadi a pista alheia atropelando a todos (porquê não né?! rs) mas quando peguei o jeito já estava me achando A Profissional rsrs.

Valle Nevado - Camila

Já era hora de irmos embora, o cansaço nos dominava e o dia inesquecível ainda não tinha terminado. Lembram que eu falei que foi o dia mais cheio da temporada? Então! Nem tínhamos saído da estação e já estávamos no meio do trânsito. Apesar de não ter hora para chegar, não ligamos muito para isso, pois pudemos nos despedir daquele dia com um dos pôr de sóis mais lindos que eu já vi.

Valle Nevado - Cordilheira dos Andes

Valle Nevado - Cordilheira dos Andes 2

Valle Nevado - Cordilheira dos Andes 3

Só para conhecimento, chegamos ao hostel às 23h e paramos apenas para devolver as roupas alugadas. (UAUUUUUU !! Sim. ¬¬’)

_______________

Ai gente! Que lugar lindo, né? Foram muito boas as dicas da Camila em relação ao ticket, tempos de espera, valores, aluguel de roupa e etc. Tudo isso ajuda muito quem está pensando em fazer esse tipo de viagem. E as fotos? Mal consegui selecionar para colocar aqui! S2